"Temos esta Esperança como âncora da alma, firme e segura, a qual adentra o santuário interior, por trás do véu, onde Jesus que nos precedeu, entrou em nosso lugar..." (Hebreus 6.19,20a)

domingo, 17 de janeiro de 2010

O MAIORAL ..."Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor"


"O senhor não daria banho a um leproso nem por um milhão de dólares? Eu também não. Só por amor se pode dar banho a um leproso".

Madre Teresa de Calcutá


"Você descobrirá, conforme olha para trás em sua vida, que os momentos em que você realmente viveu são os momentos em que você fez as coisas no espírito do amor".

Henry Drummond


"Onde o amor impera, não há desejo de poder; e onde o poder predomina, há falta de amor. Um é a sombra do outro".

Carl Gustav Jung

"A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional!"

C. Drummond de Andrade

"Amados, amemos uns aos outros, pois o amor procede de Deus. Aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor. Foi assim que Deus manifestou o seu amor entre nós: enviou o seu Filho Unigênito ao mundo, para que pudéssemos viver por meio dele... ele nos amou e enviou seu Filho como propiciação pelos nossos pecados. Amados, visto que Deus assim nos amou, nós também devemos amar uns aos outros. Ninguém jamais viu a Deus; se amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós, e o seu amor está aperfeiçoado em nós. Sabemos que permanecemos nele, e ele em nós, porque ele nos deu do seu Espírito. E vimos e testemunhamos que o Pai enviou seu Filho para ser o Salvador do mundo. Se alguém confessa publicamente que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele, e ele em Deus... Dessa forma o amor está aperfeiçoado entre nós, para que no dia do juízo tenhamos confiança, porque neste mundo somos como ele. No amor não há medo; ao contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor.Nós amamos porque ele nos amou primeiro. Se alguém afirmar: “Eu amo a Deus”, mas odiar seu irmão, é mentiroso, pois quem não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê. Ele nos deu este mandamento: Quem ama a Deus, ame também seu irmão".I João 4.7-21


Do dicionário Aurélio temos as seguintes definições:

ESPERANÇA


[De esperar + -ança.]


Fé, confiança em conseguir o que se deseja.


Rel. A segunda das três virtudes teologais, simbolizada por uma âncora (muito interessante, tem tudo haver com este blog, e com certeza foi simbolizada por uma âncora por causa da influência das escrituras em nossa língua e sociedade) .


FÉ [Do lat. fide.]


Crença, confiança.


Asseveração de algum fato.


Rel. A primeira virtude teologal: adesão e anuência pessoal a Deus, seus desígnios e manifestações.


AMOR [Do lat. amore.]


Sentimento que predispõe alguém a desejar o bem de outrem, ou de alguma coisa: Sentimento de dedicação absoluta de um ser a outro ser ou a uma coisa; devoção extrema: Adoração, veneração, culto: amor a Deus. Rel. Uma das virtudes teologais (v. virtudes teologais).


Nos dois primeiros posts fiz algumas asseverações sobre a Esperança e a Fé, as duas primeiras virtudes teologais (que nome, hein?), como diz Aurélio. É interessante perceber que na definição do nosso dicionário a Esperança incorpora a Fé, Esperança é a confiança em conseguir o que se deseja. Hoje, aproveitando a continuação do texto de Paulo de I Co 13, eu gostaria de refletir sobre a terceira virtude, a maior de todas, o Amor.


É uma pena que o Aurélio não tem ajudado a nossa sociedade pós-moderna a compreender o que é o amor tanto como faz com as outras palavras, começar e terminar conceituando o amor como um sentimento é reducionismo. Embora os poetas exaltem-no e todos nós cantemos "All You Need Is Love", nós andamos desorientados e perplexos, pois sabemos o que precisamos mas não sabemos onde achá-lo, nem tampouco sabemos o que é direito. Veja o que é uma tal de Madeleine de Scudéry disse: "Amor é um não-sei-quê, que surge não sei de onde, e acaba não se como".


Eu creio que a Bíblia Sagrada tem as respostas que mais precisamos, principalmente no que concerne ao sentido da vida. É engraçado quando você pergunta as pessoas o que elas acham da Bíblia, num país com uma grande maioria religiosa, quase sempre cristã nominal, as pessoas normalmente dizem que é a Palavra de Deus, A palavra do mesmo Deus que elas afirmam crer (mais de 90% dos brasileiros afirmam crer num Deus pessoal, embora o número de sem religião esteja crescendo), mesmo que no dia-a-dia Deus seja colocado de lado.


As Escrituras dizem que temos que amar em primeiro lugar a Deus, a causa e a consumação de tudo, e depois o nosso próximo como a nós mesmos, e quem fizer isso será feliz... Bem-aventurado. Como as Escrituras podem colocar o Amor como uma ordenança? Como obrigar alguém a nutrir um sentimento? Gosto quando o Autor de O Monge e o Executivo diz que o "Amor é o que o amor faz", Amar é um verbo de ação, é muito mais uma decisão do que um sentimento, quando a gente decidir amar, normalmente o que vem depois é uma sensação de bem-estar, mas se o amor não for posto em prática pode vir uma outra sensação, a de culpa.


Talvez seja por isso que estamos tão perdidos, e ainda tem a complicação que na nossa língua só temos uma palavra para se dizer muitas coisas, assim como no inglês também; eu gosto de você - eu te amo, eu quero você sexualmente - eu te amo, eu gosto muito do meu carro - eu amo meu carro, eu estou me sentido muito bem hoje - eu me amo, eu adoro o Legião - eu amo o legião, todas as coisas estão correndo muito bem, então eu adoro e louvo a Deus - eu amo a Deus.


O outro lado da moeda é que não podemos amar nada nem ninguém se não experimentarmos o amor em nós, não se pode dar o que não se tem. Jesus, no começo de seu ministério entre nós, repetiu o que a lei já ordenava para amarmos os outros como a nós mesmos, mas quando Ele estava por dar a prova de Seu amor, Ele disse: "Assim como Eu amei a vocês, amem-se uns aos outros. Ninguém tem maior amor do que este: de dar a alguém a própria vida em favor (no lugar) dos seus amigos" João 15.12,13.


Tenho uma nota que não circula mais de US$ 2,00 e que há dezesseis anos atrás me disseram para mantê-la, pois o seu valor real era maior que o nominal, na época me disseram que valia cerca de US$ 10,00, até hoje não achei quem pagasse. Também vendo e compro carros e não é a tabela de preço FIPE que determina o seu valor, a tabela aponta dados estatíscos das últimas negociações, mas o verdadeiro valor é determinado pelo preço que alguém está disposto a pagar. As Escrituras afirmam que formos comprados por alto preço, o sangue de um justo, santo e inocente, este é o nosso verdadeiro valor e a evidência que somos amados de Deus.

"Passo agora a mostrar-lhes um caminho ainda mais excelente.
Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine.
Ainda que eu tenha o dom de profecia e saiba todos os mistérios e todo o conhecimento, e tenha uma fé capaz de mover montanhas, se não tiver amor, nada serei.
Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimadoa, se não tiver amor, nada disso me valerá.
O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha.
Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.
O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade.
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor nunca perece; mas as profecias desaparecerão, as línguas cessarão, o conhecimento passará.
Pois em parte conhecemos e em parte profetizamos; quando, porém, vier o que é perfeito, o que é imperfeito desaparecerá.
Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino.
Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido.
Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor".
I corintios 13, o apóstolo Paulo
"Por que Deus tanto amou o mundo (Eu e Você) que deu o seu único Filho para que TODO aquele que crê (confia) nEle não morra (em seu egoismo, em suas mazelas, em seus descaminhos...) mas receba a Vida eterna (que começa aqui e agora)". João 3.16



"Enganar-se a respeito da natureza do amor é a mais espantosa das perdas. É uma perda eterna, para a qual não existe compensação nem no tempo nem na eternidade: a privação mais horrorosa, que não é possível recuperar nem nesta vida... nem na futura!" Soren Kierkegaard




Um comentário:

  1. Ricardo de andrade19 de janeiro de 2010 15:06

    Também tenho uma nota de 1 dólar.Não sei pra quê serve, mas a tenho guardada na carteira,teve momentos de eu querer trocá-la,mas não sabia onde.São só supertições,algo para nos fazer crêr que teremos sorte,já que o povo americano é "melhor" do que tudo e todos,é algo como acreditar que andando com os ricos, seremos ricos também.Só acredito no destino a que damos em nossas vidas.

    ResponderExcluir